Facelifting: a Cirurgia para o rejuvenescimento facial

Com o passar dos anos, a face, assim como outras regiões do corpo,começa a apresentar sinais de envelhecimento. Assim, a pele, auxiliada pela exposição solar, perde elasticidade, sofrendo também uma diminuição em sua espessura. Da mesma forma, estruturas profundas como subcutâneo e a musculatura facial sofrem um descenso pela ação da gravidade. Com isso, temos o aparecimento de rugas, os acúmulos de gordura fora de sua posição habitual, a perda da linha mandibular e do ângulo cervico-facial, a queda das porções laterais das sobrancelhas e o excesso de pele nas regiões das pálpebras.

A cirurgia de face, também chamada de face-lifting ou ainda de Ritidoplastia, é o procedimento indicado quando se busca o rejuvenescimento facial como um todo. Esta cirurgia sofreu algumas modificações na técnica nos últimos anos visando dar mais naturalidade e retirando a impressão de pele repuxada que poderia transparecer antigamente. Segundo o Dr. Júnior Grandi, cirurgião plástico, atualmente a cirurgia é realizada em dois planos faciais, com objetivos diferentes: “primeiro abordamos a estruturas profundas da face (músculos, bolsas de gordura, etc.) realizando o seu reposicionamento na posição habitual no terço médio da face; e a seguir, tratamos a pele isoladamente, retirando os excedentes cutâneos, sem tracioná-la em excesso, evitando o aspecto de “estiramento” do rosto e mantendo a naturalidade das linhas faciais. Com isso consegue-se devolver os ângulos e contornos que caracterizam uma face mais jovem, como a definição da linha mandibular, por exemplo”.

A região dos olhos, entretanto, necessita de uma cirurgia específica para o rejuvenescimento. A Blefaroplastia ou cirurgia plástica das pálpebras tem como objetivo retirar o excesso de pele e as bolsas de gordura que dão uma aparência envelhecida e um aspecto de constante cansaço as pessoas. Algumas vezes essas alterações são tão exacerbadas que podem inclusive chegar ao ponto de prejudicar a visão.

A cirurgia destas duas regiões podem ser realizadas no mesmo procedimento ou isoladamente, dependendo da indicação de cada caso e da disponibilidade do paciente.

As alterações relacionadas à qualidade da pele podem ser melhoradas através de procedimentos complementares como peelings (químico ou mecânico), preenchimentos (gordura ou ácido hialurônico) e redução da atividade muscular com aplicação de toxina botulínica (Botox®, Dysport®). Importante mencionar também que cuidados como hidratação diária da pele e proteção solar ajudam a prevenir e melhorar o aspecto da pele em si, melhorando de uma maneira global o resultado do procedimento.

A procura por um cirurgião plástico deve ocorrer sempre que a paciente desejar uma aparência mais jovem ou uma redefinição dos contornos faciais, em busca de uma harmonia com a sua imagem. Para isso, é importante salientar que o paciente deve procurar profissionais com a capacitação adequada para melhor satisfazer suas expectativas. Dessa forma, o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (www.cirurgiaplastica.org.br) serve como guia para essa finalidade.

Em suma, uma boa orientação, com esclarecimentos sobre o que poderá ser alcançado com a cirurgia, expectativas realistas, o índice de satisfação com o resultado é muito bom. Cuide-se bem e faça uma boa escolha, afinal, é a sua aparência e a sua saúde.

 

Dr. Júnior Grandi