Cirurgia plástica com segurança

A evolução da Cirurgia Plástica nos últimos anos é incontestável. A busca por um padrão de beleza exigido socialmente leva cada vez mais ao aumento da procura e do número de procedimentos realizados pela especialidade no país, deixando o Brasil em segundo lugar no ranking mundial neste tipo de intervenção. Dessa forma, a Cirurgia Plástica, associada ao avanço tecnológico, pode possibilitar a melhora nos aspectos físico e psicológico, porém existem riscos que não devem ser desprezados.

A realização de uma cirurgia plástica envolve muitas escolhas e a primeira e mais importante é selecionar o cirurgião em quem confiar. Hoje, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) é composta por aproximadamente 5.200 cirurgiões. A opção por um membro dessa Sociedade garante que o profissional possui a qualificação necessária para melhor satisfazer as suas expectativas.

São pelo menos três as etapas fundamentais para a busca de um bom resultado cirúrgico. A saber: a história clínica e o exame físico; o procedimento cirúrgico em si; e o seguimento pós-operatório.

Na consulta pré-operatória a queixa do paciente é detalhada, ficando aberto à realização de perguntas para esclarecer qualquer dúvida que possa existir antes do procedimento. Limitações de cada caso, assim como as complicações, são claramente expostas nesse momento. Exames diagnósticos laboratoriais e de imagem, assim como parecer de especialistas de áreas afins, também fazem parte do preparo para o ato cirúrgico. Dessa forma, torna-se imprescindível que ocorra um bom entendimento entre as partes, principalmente referente ao que o paciente espera e ao que o cirurgião pode lhe oferecer.

A instalação médica apropriada para a realização do procedimento revela-se, também, de vital importância para a segurança do paciente. Equipamentos cirúrgicos, monitoramento durante a cirurgia e no pós operatório imediato, associados a medicações adequadas para cada ato, possibilitam um manejo adequado de intercorrências que se apresentem e tornam os índices de complicações graves extremamente baixos.

Ainda, o seguimento das orientações pós-operatórias repassadas por seu cirurgião é fundamental para o sucesso da cirurgia. O uso de cintas elásticas, a realização das drenagens linfáticas prescritas, assim como o cuidado com o tempo de recuperação e a não exposição ao sol, quando indicada, são exemplos clássicos dessas recomendações.

Faça uma boa escolha. É a sua saúde. Somente você poderá decidir se a cirurgia proposta alcançará suas metas, se o cirurgião lhe passou a segurança necessária e se as complicações e riscos são aceitáveis. Por esse motivo é necessário sua autorização por escrito no termo de consentimento informado e esclarecido para assegurar um correto entendimento da cirurgia a qual você será submetido.

 

Dr. Júnior Grandi