Assistência ao recém-nascido na sala de parto

O parto (normal ou cesariana) pode ser um momento difícil, por isso, a mãe e o bebê devem receber o atendimento adequado, amparados por uma equipe médica formada por um obstetra, um anestesista e um pediatra.

Imediatamente após o parto, o pediatra avalia com atenção o estado do bebê e as condições do nascimento. Se não houver complicações, ele pode ser levado junto da mãe. Nas situações emergenciais, inicia-se uma sequência de procedimentos cada vez mais complexos, até que o recém-nascido apresente as funções vitais (respiração e frequência cardíaca) de acordo com os padrões esperados. Assim, o objetivo principal do atendimento pediátrico na sala de parto é atuar para que o bebê respire espontaneamente e tenha frequência cardíaca normal.

A ressuscitação do recém nascido na sala de parto é um dos mais importantes desafios na prática pediátrica, pois terá repercussões por toda a vida, definindo a qualidade de vida do bebê, da família e o papel deste na sociedade. Um bebê com sequelas muda totalmente a rotina familiar. Além de necessitar de cuidados relacionados à saúde por toda vida, com internações frequentes, ele necessitará de estímulo por tempo prolongado e de educação e atenção especiais.

Para que os pais se sintam seguros e preparados para a chegada de seu filho, além das consultas de pré-natal, é importante que a primeira visita ao pediatra seja realizada ainda durante a gestação, para que possa ser informado sobre a saúde da mãe, evolução e complicações da gravidez. Além disso, também se pode tirar dúvida quanto ao nascimento e os primeiros cuidados com o bebê.

Cuide da saúde do seu bem mais precioso desde os primeiros minutos da vida dele. Procure seu pediatra!

Dra Bruna Maffessoni

Pediatra

Capacitada em Reanimação Neonatal pela Sociedade Brasileira de Pediatria